Por muitas vezes é mais proveitoso percorrermos um longo caminho para explicar aquilo que desejamos.

O que é alegoria?

A alegoria é classificada como sendo uma figura semântica ou de pensamento, pois altera as aplicações semânticas dos enunciados, conferindo-lhes novas significações possíveis e alterando, por tanto, o sentido do texto como um todo. É o que também fazem, por exemplo, a metonímia e a comparação.

Este recurso textual consiste em formular um conjunto de metáforas a respeito de um mesmo objeto, criando uma espécie de noção referencial para tratá-lo ou defini-lo.

Exemplos de alegoria

Trata-se de uma figura de linguagem bastante poética e de influente peso estético, pois eleva os enunciados a um plano que também existe fora daquilo sobre o que se fala, construindo uma grande ilustração a respeito de determinada ideia com base na sua relação subjetiva perante outros aspectos, sejam eles concretos ou abstratos.

Exemplo 1

“A vida é uma ópera, é uma grande ópera. O tenor e o barítono lutam pelo soprano, em presença do baixo e dos comprimários(…)”
– Machado de Assis

O escritor partiu de uma metáfora simples e, aos poucos, foi desenvolvendo uma linha de raciocínio baseada nesta imagem estabelecida. Novas metáforas surgiram com a mesma função e gravitaram sobre a mesma ideia, delineando cada vez mais a ilustração pretendida.

Exemplo 2

“No jogo da conquista muitas vezes é preciso ser ousado e ir para cima, atrás de seus objetivos. Convém também saber recuar em determinados momentos, esperando um contra-ataque oportuno.”

O enunciado acima aproxima a noção de jogo a uma conquista e, progressivamente, vai ligando diversos elementos pertencentes tanto a um, quanto ao outro, criando assim uma alegoria.

Exemplo 3

“Vivemos em uma constante montanha russa: estamos em alta velocidade e os altos e baixos se revezam de maneira vertiginosa, sem que possamos pensar direito.”

Neste caso, o enunciador propõe equalizarmos o cotidiano a uma “montanha russa” e, na sequência, passa a criar relações contínuas entre os dias e os movimentos propiciados pelo mecanismo de brinquedo.

Exemplo 4

“Figueira, em nossa empresa todos são engrenagens importantes. Se você não cumprir com suas metas, as minhas serão prejudicadas; ao passo que, se você me ajudar, será imediatamente ajudado.”

No texto acima, podemos notar a aproximação entre uma empresa a um conjunto de partes que compõe uma máquina. A alegoria cumpre uma função imagética, ligando dois pontos que aparentemente não partilhavam de nenhuma semelhança e se valendo de um para explicar o outro.

Exemplo 5

“A víbora da Raquel finge que quer, quando na verdade não quer e depois vacila em seus atos.”

É possível notar que o autor desta frase contou com as características ligadas a esta espécie de cobra pra definir alguns dos traços que definem a pessoa sobre a qual se fala.


Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 5

Alegoria