A intensidade é uma característica que tem o poder de transformar uma coisa em outra, alterando completamente seu valor e sua repercussão.


O que é gradação?

gradação, também conhecida por clímax, se configura como uma das figuras semânticas, assim como a antítese e o paradoxo, pois lida com aspectos interpretativos da fala ou do texto, alterando a percepção do leitor ou do interlocutor em questão. Desta forma, sua ocorrência está mais ligada a questões semânticas do que sintáticas ou sonoras.

A principal função desta figura de linguagem é propor uma sequência de palavras e/ou expressões que intensifiquem uma mesma ideia ou elemento a fim de destacar este componente dos demais, demonstrando uma espécie de crescimento ou evolução pelo qual ele passou no enunciado.


Exemplos de gradação

Esta técnica sempre demarca uma alteração vertical, que ora foca na exaltação de algo que ascende e ora evidencia a parte ruim. Desta forma, podemos concebê-la como uma lente de aumento que vai se aproximando e se aprofundando cada vez mais no objeto observado.

Exemplo 1

“Aqui…além…mais longe por onde eu movo o passo.”
– Castro Alves

O excerto acima exemplifica muito bem uma gradação de espaço. À medida que as palavras progridem, o eu-lírico vai se distanciando do ponto inicial, o “aqui”, pois “além” é mais distante e “mais longe” é o último estágio desta evolução.

Exemplo 2

“É pau, é pedra, é o fim do caminho.”
– Tom Jobim

Neste caso, não fica bem claro para onde caminha o efeito de intensificação. Entretanto, dentro do contexto da canção e no próprio trecho temos a sensação de algo que chega ao seu auge, ao seu ponto mais alto: o “fim do caminho”.

Exemplo 3

“O que é aquilo no céu? É um homem? É um avião? É o Superman!”

A brincadeira acima é embasada em uma certa evolução em relação aquilo que é visto, como se a visão fosse se aproximando e se tornando capaz de enxergar claramente o que é objeto até o ponto de poder afirmar e confirmar aquilo que se vê.

Exemplo 4

“Aquilo é estranho, feio… me dá nojo!”

Neste exemplo, embora não seja um aspecto “positivo” a ser destacado, é possível notar que as sensações fica cada vez mais intensas. Algo estranho pode ser aceitável, ao passo que algo feio está ligado a uma opinião e nojo é uma sensação.

Exemplo 5

“Não quero mais saber de você…eu te odeio…saia da minha vida!”

As emoções ganham mais profundidade ao decorrer da frase, pois não querer saber é apenas uma escolha, enquanto o ódio é um sentimento mais intenso. Já a ordem final – “saia da minha vida” – é a demonstração mais plena do desejo.


Avaliação média: 4.75
Total de Votos: 4

Gradação