Às vezes a mentira cumpre a importante e complexa função de dizer as mais profundas e desconhecidas verdades.


O que é ironia?

A ironia é uma figura de pensamento que ocorre quando o contexto ou a entonação indicam que aquilo que é dito ou escrito é o exato oposto daquilo que o enunciador ou escritor pensa ou pretende dizer. Sendo assim, sua principal função é realçar um sentido através de seu contrário.

Esta é uma figura de linguagem que conta com muitos aparatos não-verbais para ser plenamente executada. Entre estes fatores, está a compreensão do leitor ou do interlocutor, que deverá nota-la em sua subjetividade, muitas vezes sútil ou até mesmo oculta. Podem ajudar neste processo certa formas de modular a voz ao dizê-la ou deixar explícito nos arredores do texto que determinado adjetivo foi posto daquela forma com o propósito de dizer outra coisa.


Exemplos de ironia

É possível notarmos sua presença maciça nas críticas que são feitas a algo ou alguém ou ainda em situações onde se pretende causar um efeito humorístico.

Exemplo 1

“Parabéns, Toninho, por ter derrubado todo o galão de água no chão!”

Neste exemplo, é fácil detectarmos a ironia em “parabéns”, pois é claro que não há nenhum mérito que mereça congratulações em ter cometido um gesto descuidado como despejar uma grande quantidade de água no chão. Sua função, na verdade, é criticar aquele que errou.

Exemplo 2

“Muito benigna e pródiga a Dona Inácia. Chegava à loucura por um tostão.”
– Machado de Assis

A passagem acima demonstra que o escritor tratou com escárnio a pessoa de quem falava. Isto, portanto, só se torna claro pelo contexto, a partir do momento em que ele revela que Dona Inácia era capaz de brigar por qualquer centavo, fato que impossibilita ela ser uma pessoa “benigna” ou “pródiga”.

Exemplo 3

“O meu nome é Dejair, ´facinho´ de confundir com João do Caminhão.”
– Mamonas Assassinas

Este trecho da canção ironiza o fato do nome do eu-lírico ser facilmente confundível com outro, explicando o porquê de ele ser chamado erroneamente em algumas situações. A brincadeira está contida no fato dos títulos serem muito distintos e inconfundíveis.

Exemplo 4

“Imagina, não preciso de sua ajuda, são só quarenta quilinhos.”

A ironia desta oração é proferida no momento em que o enunciador declara não precisar da ajuda de seu interlocutor. Ele utiliza o recurso a fim de evidenciar que obviamente carece de auxílio, e logo, por ser um peso excessivo para uma só pessoa carregar.

Exemplo 5

“Isso mesmo, continua com o som alto, são só duas horas da manhã!”

Aqui, a aprovação pelo som alto é um jeito irônico de declarar o quão inapropriada é a atitude de mantê-lo, ainda mais no horário destacado, que vem acompanhado de um “só” igualmente sarcástico, pois já é bastante tarde.


Ironia no Pinterest


Avaliação média: 5
Total de Votos: 8

Ironia