Muitas vezes é necessário abstrair para ver as relações existentes entre coisas que supostamente não possuem nada em comum.


O que é metáfora?

A metáfora também é tratada como uma figura de palavra e até mesmo como uma técnica poética, utilizada amplamente na literatura, seja em verso ou em prosa. Sua função é semelhante à comparação, mas se diferencia completamente por se basear em critérios mais subjetivos.

O fator comparativo por ela estabelecido não necessita de conectivos ou conjunções, pois subentende os termos “como”, “igual a” ou “mais que”. Esta ligação implícita pode ser feita de diversas maneiras, sendo que um grande conjunto de metáforas acaba formulando uma alegoria, criando uma longa ideia de similaridade na fala ou no texto.


Exemplos de metáfora

Esta figura de linguagem visa sempre criar uma relação de semelhança entre duas ou mais coisas que só é possível por critérios abstratos ou não óbvios, causando um estranhamento no interlocutor. Cria-se, a partir deste efeito, um sentido figurado, que serve para enriquecer ou melhor ilustrar aquilo que se diz ou escreve.

Exemplo 1

“Amor é fogo que arde sem se ver.”
– Camões

Neste exemplo, o autor aproxima um sentimento pertencente ao campo da abstração emocional, o amor, a um elemento concreto e objetivo, o fogo. Ao fazê-lo, demonstra uma similaridade absolutamente subjetiva entre ambos: a ardência.

Exemplo 2

“Aquela moça é uma flor.”

Aqui, embora não esteja destacado o que há de igual entre a “moça” e a “flor”, ocorre uma interpretação automática do leitor, relacionando as características de ambas como se fossem o mesmo ser.

Exemplo 3

“Os olhos são as janelas da alma.”

A conexão proposta por este ditado é ainda mais complexa, pois propõe a associação entre mais de dois polos, criando assim uma teia de sentidos: é pelos olhos de alguém que descobrimos mais sobre seus sentimentos e impulsos.

Exemplo 4

“Presta atenção, o mundo é um moinho.”
– Cartola

A canção cria uma tensão a partir desta metáfora. Fora de contexto, a oração poderia ser lida de forma pessoal, pois cada um associaria livremente aspectos de “mundo” e de “moinho”. Com o “presta atenção”, a leitura já fica enviesada para o aspecto rotativo e impiedoso dos moinhos, conferindo um sentido próprio.

Exemplo 5

“Ela tocou em meu coração, esta caixa velha e vazia.”

A figura, neste caso, tem como função intensificar o que é dito previamente a partir das características que geralmente possui uma caixa no estado descrito. Imagina-se, pela aproximação, que os sentimentos de quem proferiu a frase eram frios ou pouco intensos.


Avaliação média: 4.88
Total de Votos: 8

Metáfora