Muitas vezes é possível simplificar aquilo que pretendemos dizer e a comunicação acaba fluindo da melhor maneira.


O que é metonímia?

A metonímia é uma figura de palavra ou de tropo que em muito se aproxima das metáforas e das comparações. A relação com estes outros dois recursos de são por conta da associação que ela cria entre duas palavras. Entretanto, ao contrário dessas, ela omite uma parte do conteúdo, simplificando o que é dito.

O processo metonímico está sempre ligado a uma substituição de vocábulos. Este movimento verbal está ligado pela semelhança que há entre aquilo que substitui e o que é substituído. Ela ocorre, geralmente, no campo daquilo que é objetivo, concreto e real. Outra método para compreendê-la é baseado no entendimento da parte – o que é particular – pelo todo – o aspecto mais geral de algo.


Exemplos de metonímia

Sendo assim, esta figura de linguagem é facilmente reconhecível em diversas construções sintáticas onde há a troca de causa pelo efeito, do lugar de origem pelo produto, do autor pela obra e também do material pelo abstrato.

Exemplo 1

“Comprei uma garrafa do legítimo porto.”

Neste exemplo, o produto é substituído por seu local de produção, afinal o enunciador pretende dizer que a bebida por ele comprada é o vinho produzido na cidade do Porto, em Portugal.

Exemplo 2

“Ela adorava ler Carlos Drummond de Andrade.”

A sentença apresenta uma conexão entre o autor e sua obra, substituindo a parte pelo todo, pois a leitura obviamente sugere o gosto por aquilo que o escritor produziu, já que é impossível ler alguém.

Exemplo 3

“E assim o operário ia com suor e com cimento”
– Vinicius de Moraes

O trecho deste poema substitui a causa pelo efeito, pois, dentro do contexto, fica claro que se fala do trabalho realizado por alguém. Portanto, o suor e o cimento, que são consequências deste esforço, acabam representando toda a atividade realizada.

Exemplo 4

“Você é bom de garfo.”

Aqui temos a presença de um instrumento específico, utilizado para determinada ação, posto como uma forma de representar que a pessoa de quem se fala realiza muito o gesto de comer ou gosta de comida em excesso.

Exemplo 5

“Garota, eu vou pra Califórnia.”
– Lulu Santos

A canção nos apresenta um eu-lírico que manifesta seu desejo de ir para um local, mas ao invés de especificar em qual parte ou o que é este lugar – um país, estado ou cidade – ele apenas revela o nome. Este é um tipo bastante frequente de metonímia, que também aparece em casos como “vou à Prefeitura”, omitindo que se trata do edifício onde se instala o governo municipal.


Avaliação média: 4.67
Total de Votos: 9

Metonímia