Quando alguma informação não confere, a única saída que nos resta é mudar os critérios mais contundentes.


O que é silepse?

silepse é um recurso pertencente ao grupo das figuras de sintaxe ou construção que, dentro das técnicas estilísticas utilizadas na língua portuguesa, é a que mais altera a estrutura da gramática no enunciado. Desta forma, seu aparecimento é mais recorrente no texto do que na própria fala.

Esta figura de linguagem se baseia na mudança da lógica de concordância entre as palavras, fazendo com que elas concordem com a ideia em questão e não mais com a ordem gramatical.


Exemplos de silepse

Existem três maneiras distintas de executar este processo, sendo que cada uma delas está ligada a um dos pontos principais da flexão em língua portuguesa. A de gênero faz com que ocorra uma discordância entre os gêneros masculino e feminino nas palavras, já a de número é responsável por alterar as noções de singular e plural. Há ainda aquela que é relacionada à pessoa, quando o sujeito que fala ou escreve aparece incluso na ação verbal.

Exemplo 1

“Corria gente de todos lados, e gritavam.”
– Mário Barreto

O exemplo acima traz um caso claro de silpese ocorrida no nível do número, pois vai contra a concordância de plural entre gente e gritavam. O efeito faz com que o leitor suponha, de certa forma, as muitas pessoas presentes na ocasião.

Exemplo 2

“Na noite seguinte estávamos reunidas algumas pessoas.”
– Machado de Assis

Este trecho traz um discordância entre o sujeito que está expresso e a pessoa verbal, pois o narrador que enuncia se inclui nas “algumas pessoas” por ele mesmo listadas. Ao fazê-lo ocorre uma troca entre a ordem gramatical.

Exemplo 3

“Quando a gente é novo, gosta de fazer bonito.”
– Guimarães Rosa

O desvio ocorrido neste caso está ligado a uma troca de gêneros, pois gente é um substantivo feminino, ao passo que o adjetivo novo é masculino. Ainda assim, há uma concordância de ideias na frase que sustenta o recurso siléptico.

Exemplo 4

“Belo Horizonte é repleta de belezas.”

Apesar do nome Bele Horizonte ser masculino, o adjetivo que o caracteriza está modulado no feminino. Isto ocorre porque repleta concorda não diretamente com o substativo, mas com a ideia de “cidade” implícita no contexto do enunciado.

Exemplo 5

“Ambos recusamos praticar este ato.”
– Alexandre Herculano

A silepse ocorre na oração acima por conta do sujeito ambos, que em tese não condiz na concordância de pessoa com o verbo. Entretanto, como se dá uma inclusão por parte do narrador no texto, este padrão acaba se alterando.


Avaliação média: 4.71
Total de Votos: 7

Silepse